Acompanhe o TPBR nas redes sociais

Testing…Diane, it’s 08:00 a.m.

De todos os aspectos que compõem a personalidade e a aparência física de uma personagem, quando se trata da assistente pessoal do Agente Especial Dale Cooper, Diane, seu primeiro nome é basicamente tudo o que sabemos. Diane nunca foi vista ou ouvida durante as duas temporadas da série e sua ausência física abriu espaço para os fãs criarem inúmeras teorias à cerca da mesma. Para muitos, Diane é a canalizadora dos pensamentos de Cooper, mas que não necessariamente exista em carne e osso e seja então, somente criação da mente do agente. Uma maneira que o mesmo encontrou para não sentir-se sozinho ou até mesmo um simples nome para o gravador.

Contrariando as teorias, podemos voltar ao episódio em que Dale Cooper solicita protetores de ouvidos para sua assistente e recebe os mesmos em outro momento, tirando até um instante para agradecê-la em uma de suas gravações. Para a nossa sorte, The Twin Peaks Tapes of Agent Cooper está disponível no YouTube onde podemos analisar e obter uma melhor compreensão sobre a peculiar relação entre Cooper e Diane – hora profissional, hora pessoal.

Além disso, no livro escrito por Scott Frost “The Autobiography of F.B.I. Special Agent Dale Cooper: My Life, My Tapes”  há mais evidências de que Diane é de fato, uma pessoa real. No início do capítulo quatro temos o seguinte trecho:

“Agente Especial Cooper…Dale e eu jantamos uma vez. Nós comemos comida chinesa. Tivemos sopa de wonton, rolos de ovo e pato de Pequim. Esse é aquele que eles inflam o pássaro com ar, inchando até o dobro de seu tamanho original. Sem dúvida, a pele mais deliciosa que eu já comi, firme e ao mesmo tempo delicada. E até a própria carne assume um sabor quando desliza pela boca…Bem, eu simplesmente não conseguia me cansar daquilo.”

Diane
Funcionária Federal

Com a terceira temporada a caminho, há chances de descobrirmos mais sobre a misteriosa personagem que rondou os episódios da série. Existindo ou não, é inegável que a aura silenciosa de Diane é essencial para auxiliar Cooper no decorrer das investigações e para mantê-lo conectado ao mundo real em meio à loucura que encontra em Twin Peaks.

 

 

Contratada para ser a figurinista da nova temporada, Nancy Steiner já tem um currículo impressionante. Ela foi responsável pelo figurino de diversos filmes cultuados, como As Virgens Suicidas, Encontros e Desencontros, Pequena Miss Sunshine, e é também autora do famoso suéter verde que Kurt Cobain adotou como marca registrada por muito tempo.

Agora Steiner assumiu o trabalho que foi de Patricia Norris (figurinista do piloto da série e do filme Os Últimos Dias de Laura Palmer) e de Sara Markowitz (figurinista dos demais episódios). Em entrevista ao Fashion Unfiltered, Steiner conta como foi trabalhar com Lynch e criar o figurino de 238 personagens para a nova temporada (!)
 sem-titulo  Desenho do figurino de ‘As Virgens Suicidas’, à direita as meninas do elenco já vestidas.

Eu fiquei muito lisonjeada ao entrar para o time de David. Eu considero David Lynch um verdadeiro artista. Ele não é só um diretor, ele é pintor, músico, desenhista. Ele enxerga o mundo de uma maneira artística, e não é sempre que você tem o privilégio de trabalhar com alguém que seja um artista em tantas áreas. E ele tem o seu próprio estilo. Vou te falar: eu nunca conseguia entrar completamente na cabeça dele. O gosto dele é extremamente único. Eu tentava, tentava, às vezes eu acertava na mosca e às vezes não e nós voltávamos para o começo. Nós criamos personagens magníficos.  

untitled-1Steiner ao lado de Sofia Coppola e Bill Murray no set de ‘Encontros e Desencontros’.

Enquanto trabalhava na série, eu ficava pensando que queria fazer algo realmente bom, não só para David mas também para os fãs. Foi quando eu comecei que percebi o quanto o projeto era grandioso. Eu entrei na internet e pensei ‘Meu Deus, o culto é gigantesco’. Então eu falei para mim mesma ‘Ok, estou entrando em um mundo muito maior do que qualquer outra coisa que eu já tenha feito antes’. Eu estava ciente disso o tempo todo. 

sem-tituloCena do filme ‘Pequena Miss Sunshine’, à direita Kurt Cobain e o suéter verde que virou sua marca registrada. 

Nós estamos literalmente 25 anos depois da série original ter terminado“, Steiner contou ao Fashion Unfiltered. “Então, será que a época contemporânea afetou a moda dos moradores da cidade, ou ainda veremos sapatilhas de couro e suéteres de lã?

Essa série se passa 25 anos depois, então levamos isso em consideração. Mas o estilo de David Lynch se concentra mais entre os anos 30 até os 50, então é de onde tiramos a vibe. Ele ama aquelas silhuetas, e as roupas da época também. Ei incorporei isso nos personagens, dependendo da personalidade de cada um. Há 238 personagens com falas na nova temporada de Twin Peaks. Eu pensei em cada personagem e em cada vibe. Quando trabalho com uma história contemporânea, não significa que o vestuário será necessariamente contemporâneo. Como bem sabemos, muitas pessoas gostam de vintage. 

Fonte: Fashion Unfiltered (texto e fotos)

 

A Citizen Brick criou um conjunto de minifiguras com, Agente Cooper, Laura Palmer, Audrey e Senhora do Tronco.
O nome do conjunto é Welcome to Double Mountain – Murder Mystery Town.   Por ser uma edição limitada, já se encontra esgotada. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Desde sua exibição no começo dos anos 90, a estética de Twin Peaks mostrou-se estar a frente de seu tempo – fosse em seus cenários, como o banheiro da Twin Peaks High School e o inesquecível Black Lodge, como também nos figurinos das icônicas personagens femininas da série. Hoje, a combinação de cores e formas da série criada por Mark Frost e David Lynch continua sendo fonte de inspiração, principalmente no mundo da moda.

Em 2013, a marca Sucker Apparel lançou a chamada Twin Peaks Collection, uma linha de roupas desenhadas a partir de conceitos estéticos da série. A coleção entretanto, não está mais disponível para a venda.

d1Vestidos ‘Welcome to Twin Peaks’, ‘Smoking In The Girls Room’, ‘Laura’ e ‘Fire Walk With Me’. 

Também em 2013, a edição sueca da revista de moda Elle produziu um editorial inspirado nas nuances e cenários de Twin Peaks.

d2Foram os responsáveis pelo editorial o fotografo Carl Bengtsson, a editora de moda Jenny Fredriksson, a maquiadora Nina Belkhir e a modelo Celia Becker. Todas as fotos do ensaio podem ser conferidas aqui.

Já mais recentemente, o estilista e fã da série Christian Louboutin, criou uma clutch (aquelas bolsas compactas) inspirada na vida dupla de Laura Palmer chamada de “ShoePeaks“. O valor da clutch é de 3,500 dólares e pode ser encontrada no site da marca (caso alguém aí tenha dinheiro sobrando).

d3Para apresentar sua criação, Louboutin lançou um vídeo dirigido pelos fotógrafos Billy & Hells, que assim como a bolsa, certamente bebeu da fonte de Lynch e Frost em sua criação.

Os assinantes da Showtime ganharão um presente especial nesse final de ano. A emissora anunciou nessa segunda-feira que disponibilizará as duas primeiras temporadas de Twin Peaks no fim de 2016.

A série poderá ser assistida através dos serviços de streaming, video on demand e de aplicativos da Showtime a partir de 26 de dezembro.

Além de Twin Peaks, a Showtime também irá aderir ao catálogo o filme “Veludo Azul” de 1986, escrito e dirigido por David Lynch e estrelado por Kyle MacLachlan, Isabella Rossellini, Laura Dern e Dennis Hopper.