Acompanhe o TPBR nas redes sociais

A natureza do anão é declarada (e demonstrada) no filme FWWM: ele representa o braço perdido de Philip Gerard,
que está em sua forma demoníaca mais conhecida como Mike. O braço é mencionado pela primeira vez pelo próprio Gerard:

Nós vivemos entre as pessoas. Eu não sei, eu não sei, eu não sei, mas quando eu vi o rosto de Deus, mudei. Eu arranquei todo o braço.

Gerard afirma que ele já foi habitado por um espírito chamado Mike. Ele e Bob mataram juntos até que Mike “viu o rosto de Deus” e se arrependeu.  A experiência o purificou e ele literalmente extirpou o mal de seu corpo, removendo seu braço esquerdo. Este braço supostamente continha uma tatuagem “Fire Walk with Me”. Gerard permaneceu perto de seu antigo espírito habitante, Mike, no entanto, de vez em quando regressando a seu estado possuído.  Mas destruir o mal em seu corpo  não foi inteiramente bem sucedido. Como o anão declara na FWWM durante o sonho de Laura:

“Você sabe quem eu sou? Eu sou o braço. E eu faço esse som: [som de índio]”

O anão representa o mal que é deixado de Mike. O fato de que o anão é de fato o ex-braço de Mike é novamente demonstrado durante a cena final em FWWM, onde vemos Gerard (Mike) e o anão lado a lado na Sala Vermelha. Quando “Mike” recupera o Garmonbozia roubado de Bob, o anão toca o ombro de Gerard enquanto eles falam em uníssono.

“Os pacientes que tiveram um braço ou uma perna amputada geralmente relatam sentir sensações e dor no local onde o membro amputado costumava ser”  Isto é referido como “dor fantasma”. Em Twin Peaks, David Lynch leva este conceito a fundo, transformando o membro fantasma de Mike em um personagem, o anão.

SENHOR DO LODGE

A julgar pelas aparições do anão tanto na série como em FWMM, deve-se supor que ele é de alguma forma o Senhor da Black Lodge. Suas roupas correspondem ao  design interior da Sala Vermelha e ele é geralmente o primeiro personagem a ser encontrado quando alguém entra no Lodge.  A hierarquia sugerida por Philip Jeffries entre os espíritos no Black Lodge é formado em primeiro plano pelo Anão e BOB, enquanto outros espíritos (talvez almas
escravizadas por Mike e BOB) em segundo plano. Ambos os grupos são divididos pelo Jumping Man. Com exceção de breves visões, o anão nunca é visto fora do Lodge,  indicando uma origem inteiramente sobrenatural.

O ANEL VERDE

Os eventos em FWWM sugerem fortemente que o anão é o proprietário (original) e talvez o criador do anel misterioso da caverna da coruja, sabido também como o anel  verde. O anel está ligado a várias mortes e desaparecimentos no universo TP: Teresa Banks, Chester Desmond, Philip Jeffries, Laura Palmer e, em menor grau,
Annie Blackburn.

O anel verde é uma marca de morte, um contrato entre BOB eo MFAP para matar e colher Garmonbozia. Este acordo é feito durante um encontro descrito por  Philip Jeffries em FWWM. Presumivelmente, depois que o Mike deixou de existir, o anão não era mais capaz de prover sua próprio Garmonbozia, era necessário
estabelecer novas regras. Depois de Pierre Tremond dizer a BOB “fell a victim”, o anão afirma “with this ring, I thee wed”. Assim, o anel não se liga apenas BOB e ao anão, mas também seu portador e para ambos os espíritos Lodge. Aqueles que usam o anel deve ser mortos por BOB e a Garmonbozia resultante entregue ao anão.  Os acontecimentos da FWWM apoiam largamente esta teoria, assim como duas outras idéias:

• Que o anão usa os Tremonds para mover o anel verde para o mundo real.
• Que o portador do anel verde brevemente experimenta um paralisação do braço esquerdo / direito

O primeiro dono do anel é Teresa Banks. Ela obteve anel dos Tremonds cerca de três dias antes de sua morte. Não só os Tremonds moravam em um Trailer, no trailer park em Fat Trout (sob o nome de Chalfont), Pierre Tremond aparece brevemente fora do Blue Diamond Motel durante um flashback no final do filme. Segundo Irene, o braço esquerdo de Teresa ficou completamente paralisado três dias antes de sua morte. A fotografia em seu trailer confirma que ela usava o anel em  sua mão esquerda.

Teresa Banks.

Teresa Banks.

Pouco tempo depois, Teresa é assassinada por Leland / BOB. O agente Desmond e o Agente Stanley são chamados para investigar e rapidamente entram na trilha do anel  verde perdido. Este elemento não-resolvido continua a incomodar Desmond e provoca um retorno final ao trailer park  Fat Trout. Ao investigar, sua atenção é  atraída para um trailer próximo (no roteiro, uma mão acena para ele por trás da janela), sob a qual ele encontra o anel verde em um montículo de terra (como o colar de Laura). Quando Desmond toca o anel, ele misteriosamente desaparece. Mais tarde, Cooper descobre que o trailer pertenceu a “uma mulher idosa e “seu neto” os Chalfonts.

Embora BOB tenha matado Teresa, ele não respeitou inteiramente o vínculo com o anão. Aparentemente ele roubou a Garmonbozia, resultante de sua morte, como indicado pela cena de parada de trânsito mais tarde no filme. Mike (falando como se fosse Philip Gerard) confronta BOB/ Leland pelo seu “crime” e lembra-o de seu juramento segurando o anel verde (em seu dedo mindinho).

O terceiro proprietário do anel (sem contar com Desmond, que seria o segundo) é Laura Palmer. Durante a sequência de sonhos de Laura na FWWM, ela é rapidamente transportada para a Sala Vermelha pelos Tremonds. Aqui, ela encontra o anão e o Agente Cooper. Na cena, vemos um pedestal ornamentado com o anel verde  sobre ele. O anão oferece o anel a Laura mas Cooper adverte-a para não aceitar. Por um breve momento, Laura parece estar acordando, mas de fato ainda está sonhando.

Mão esquerda de Laura Palmer.

Seu braço  esquerdo fica paralisado e de repente ela encontra o anel verde novamente em sua mão esquerda. Quando ela finalmente acorda, o anel desapareceu e seu braço esquerdo volta ao normal.  Embora ela inicialmente tenha recusado o anel, ela acaba causando a sua morte mais tarde. Na sequência do trem, BOB tenta transferir o espírito de Leland para  Laura. Mike / Gerard intervém e joga o anel verde dentro do carro do trem. Em vez de enfrentar o inferno com BOB, Laura escolhe suicidar-se tomando o anel verde. Como mencionado, o anel verde é marca da morte. BOB é agora forçado a matar Laura, como indicado por suas palavras “não me faça fazer isso”. Durante o assassinato,  o anão aparece em flashes breves, rindo histericamente. Após sua morte, BOB retorna à Sala Vermelha e entrega o Garmonbozia do assassinato de Laura, agora pertencendo a Mike.

 

(Missing Pieces)

Fim da história? Não exatamente. Há um quarto proprietário do anel verde: Annie Blackburn. No script original da FWWM, uma conversa acontece entre o anão e Cooper no pedestal ornamentado, semelhante ao do sonho de Laura:

 

Anão: “É futuro ou é passado?”
Cooper: “Onde está o anel verde?”
Anão: “Alguém o tem agora.”
Cooper: “Isso indica que é  futuro.”

 

A cena seguinte mostra Annie sendo levada para o hospital após sua visita ao Lodge. Ela está usando o anel verde. Para isso, podemos acrescentar alguns  detalhes interessantes do episódio final da 2ª temporada. Quando Cooper finalmente enfrenta Windom Earle eles se encontram de pé na sala com o pedestal ornamentado. Agora, se voltarmos para a parte onde Annie brevemente aparece entre Windom e Cooper, podemos notar três coisas importantes:

twin-peaks-annie

• O anel verde está longe de ser encontrado do pedestal
• Annie está apoiando seu braço direito com a mão esquerda
• Sua mão direita está obscurecida pela visão

Durante sua breve visita ao Lodge, o anão transferiu o anel verde para Annie, lembre-se que o “Cooper possuído” continua repetindo “Como está Annie?”. De acordo com a teoria do anel verde, Annie está agora marcada pela morte por conta do anel verde. Esse seria um final mais cruel ainda para o final da segunda temporada… mas espere … a cena do hospital no script de FWWM termina em uma nota irônica: o anel verde é roubado por uma enfermeira, indicando que Annie pode ela pode ser salva da morte depois de tudo (ela ainda pode ser atormentado por BOB por conta própria, claro.)

 

O MÁGICO

Dentro do Lodge, o anão realmente possui poderes “mágicos”, mais significativamente a capacidade de “dobrar” o tempo, que ele aparentemente consegue esfregando as mãos. Ele demonstra seus poderes ao agente Cooper no episódio final, congelando, acelerando e retardando o café de Cooper. No roteiro original da FWWM, o anão pergunta a Cooper: “É futuro ou  passado?”, estabelecendo a natureza extra-dimensional do Lodge.

Além de seu controle sobre o tempo, o anão pode evocar itens e até mesmo pessoas (por exemplo, Jimmy Scott hahaha) para dentro da Sala Vermelha. Sua principal sua preocupação, no entanto, é o consumo de dor e tristeza, ou Garmonbozia, que ele transmuta por  creme de milho (possivelmente através da auxilio da mesa de fórmica).

CONEXÕES MITOLÓGICAS E PLANETÁRIAS

Twin Peaks apresenta alguns temas planetários interessantes. Mais importante ainda, o Black Lodge pode ser inserido no alinhamento de Saturno e Júpiter (que ocorre a cada 25 anos). Na mitologia, essas duas divindades são tradicionalmente consideradas como opostas uma à outra. Talvez se pudesse identificar com Mike, o outro com BOB. Saturno é considerado o deus da agricultura, que se encaixa com a colheita de Garmonbozia do “mundo terreno”. Na mitologia grega, Saturno também é identificado com Cronos, o deus do tempo. A conexão ao anão aqui é explícita, pois ele pode de fato controlar o fluxo de tempo e reside em um reino extra-dimensional onde o tempo não existe. Saturno também é considerado o deus da sabedoria e da ordem, ao contrário do mais temperamental Júpiter (BOB?). Júpiter é identificado com trovões e relâmpagos ou fogo, sugerindo forças incontroláveis. Essas conexões mitológicas estão claramente referenciadas dentro da Sala Vermelha. Há uma estátua de Vênus e uma mesa onde há uma lâmpada na forma do planeta Saturno.

Estátua de Vênus e mesa com uma lâmpada na forma do planeta Saturno.

ANÃO, BOM OU MAU? O CAMINHO DA MÃO ESQUERDA

O FWWM e a série deixam claro que o anão representa o “mal” de Mike. Como BOB, sua principal preocupação é o consumo de dor e tristeza. Podemos nos perguntar, no entanto, em que medida Mike (menos o braço) é realmente purificado e agindo “benevolentemente”. Enquanto ele alega agir contra Bob, isso não é de modo algum igual a ser “bom”.

Por coincidência, o braço perdido de Mike é o braço “esquerdo”. Ao longo da história, muitas culturas consideraram a canhoto com o mal. Consequentemente, a mão esquerda simbolizou frequentemente a rejeição da religião tradicional. O satanismo moderno expandiu-se sobre a tradição hindu associando o “caminho da mão esquerda” à amoralidade.

No Wikipédia:   “Os sistemas de crenças do Caminho da mão esquerda valorizam o avanço e a preservação do eu, a glorificação de metas mais temporais e terrestres  e o poder pessoal do que as realizações espirituais.” Torne-se divindades” por direito próprio.

Nem todas as pessoas aceitam o anão como mau, alguns preferem um alinhamento mais neutro ou até mesmo variável.  Talvez os espíritos da Lodge se preocupem um pouco com o “mundo natural” e, como os deuses gregos, usem os seres humanos apenas como peões para ordernar seus próprios esquemas mesquinhos. Mas se o anão tem que ser interpretado como bom ou mau de um jeito ou de outro, suas ações apoiam em grande parte esta última posição. Como mencionado, ele consome dor e sofrimento, assim como BOB faz, e uma vez matou pessoas
quando ainda habitava Philip Gerard. Com BOB podemos ter certeza de que ele é mau. Ele realmente vive dentro do Black Lodge e alimenta-se de medo. BOB representa uma força mais basal, animalesca, no entanto, enquanto o anão representa um tipo mais calculado, controlado do mal. Observe a expressão em seu rosto quando Laura é assassinada em FWWM. Ele aparece em breves flashes e parece estar em êxtase com o assassinato. Ou é frustração?

ANÃO E BOB

Uma questão interessante sobre o MFAP / Mike é até que ponto ele controla ou não BOB. Como mencionado anteriormente, uma reunião feita no Lodge descrita por Philip Jeffries sugere as relações de poder entre os espíritos da Lodge. Embora o anão e BOB estejam na frente, o anão é claramente responsável. Ele dita as regras relativas ao anel verde, preside a entrada para o Black Lodge e, portanto, controla indiretamente BOB. A morte de Mike foi um grande revés para a hierarquia do Lodge. O anel verde teve que ser introduzido a fim manter a ligação entre BOB e os outros espírito do Lodge, assim como fornecer um fluxo continuo de Garmonbozia. BOB parece ter se soltado, sendo desonesto e roubando a Garmonbozia da morte de Teresa para si mesmo. Durante a cena de parada de trânsito (em FWWM) ele é chamado de volta à ordem por Philip Gerard, que o adverte das consequências quando ele persegue seus planos com Laura (“the thread will be torn Mr. Palmer”). Quando Laura finalmente coloca o anel verde, ele é forçado a matá-la e entregar o Garmonbozia para o anão. Significativamente, nesta cena final, BOB submete-se a Mike, que é o anão e Philip Gerard juntos. É interessante também que BOB é  uma entidade que se alimenta de medo, e ele só teme a Mike.

O ANÃO E O GIGANTE

Na “caverna da coruja” (owl cave), na parte superior esquerda do desenho, sob a montanha, em torno do círculo de árvores, estão desenhados um homem grande e  um homem pequeno, semelhante ao gigante e o anão. Embora o gigante provavelmente habite o Garçom Idoso, seu comentário no episódio 29 “one and the same” poderia ser percebido como um duplo sentido: ele está explicitamente se referindo a si mesmo e ao Garçom, mas talvez implicitamente referindo-se a  si mesmo e ao anão. É sugerido ambos são anfitriões: o anão da Black Lodge e o Gigante da White Logde.

Owl Cave

DELEGADO CLIFF HABITADO POR MIKE?

A teoria de que Mike já habitou o Delgado Cliff pode parecer exagerada no início, mas em FWWM, de fato, contém algumas evidências  interessantes que argumentam em apoio a essa idéia. A conexão mais óbvia entre Mike e Cliff envolvem Laura e Bobby. Depois de Bobby ter disparado Cliff em auto-defesa, Laura de repente faz a declaração bizarra de que ele “matou Mike”. Bobby acha que ela está se referindo a Mike da escola, mas pode ser que ela está realmente falando sobre o espírito Mike.  Isso significaria que Mike/anão estava possuindo o delegado Cliff naquele momento.

O trailer park Fat Trout, em Deer Meadow oferece pistas adicionais. Três pessoas de importância possuem um trailer: Teresa Banks, os Chalfonts / Tremonds, e o delegado Cliff. A presença de Mike é sugerida com uma série de dicas: a linha de energia, o trailer vermelho, o anel verde, e as palavras “let’s rock” no carro do agente Desmond. A linha de energia situa-se aproximadamente entre os três trailers acima  mencionados no trailer park Fat Trout. Ele tem o número seis e é o local onde Desmond ouve o estranho som de índio. Este é o mesmo som que o anão
faz durante sua conversa com Cooper no sonho de Laura. Na verdade, o anão alega que isso é como ele realmente soa. A presença do anel verde também implica a presença de Mike. É Mike que segura o anel  durante o encontro no Lodge, e é Mike que oferece o anel a Laura durante seu sonho. Significativamente, depois que o agente Desmond desaparece, Cooper encontra as palavras “let’s rock” rabiscadas no pára-brisa do carro de Desmond. Estas são as mesmas palavras faladas pelo anão durante o sonho de Cooper.

Tendo estabelecido a conexão de Mike, devemos nos perguntar: como ele é capaz de estar fisicamente presente em no trailer park Fat Trout (talvez matando o agente Desmond), quando já estabelecemos que ele não pode sair dos limites da Sala Vermelha?

Uma conclusão razoavelmente lógica seria que Mike estava realmente habitando o delegado Cliff antes de habitar Philip Gerard, para isso fazer sentindo 1) o comentário de Laura após a morte do delegado Cliff, 2) o fato de que a linha de energia está situada perto do trailer de  Cliff, e 3) o misterioso desaparecimento / morte do agente Desmond. Primeiro, no script, o delegado Cliff viveu em um trailer vermelho (no filme, ele só possui um caminhão vermelho), segundo, as piadas de  Cliff durante seu encontro inicial com o agente Desmond aludem a alguns do diálogo do anão do episódio 29.

Alguns contra argumentos, para  Cliff estar possuído por Mike  1) o comentário de Laura para fazer sentido, desta forma, ela teria que saber quem Mike é para começar, 2) e talvez mais importante, e que Gerard deve ter sido possuído apenas alguns dias antes da morte de Laura (que é quando Cliff morre). Isso significa que o braço de Gerard deveria ter sido amputado em algum lugar entre … uma ligeira implausibilidade.

O ROSTO DE MIKE

The Jumping Man, como o anão, é outra parte de Mike. Ambos usam um terno vermelho brilhante e ambos são vistos rindo e dançando. Se o anão é o “braço” de Mike, então talvez o Jumping Man seja seu “rosto”.

Note que, embora o série  sugira que Mike parece mais ou menos exatamente como Philip Gerard, é realmente uma questão em aberto se ele tem um rosto “verdadeiro” como BOB. Aparentemente, apenas os talentosos e os condenados podem ver o verdadeiro rosto de BOB (Cooper, Laura, Sarah, etc), mas quem pode ver o verdadeiro rosto de Mike? O fato de que Gerard ainda se parece com ele mesmo quando regressa ao seu estado de “Mike”
(segunda temporada, episódio 06, Demons) não é necessariamente evidência de que é assim que Mike realmente parece. Quando Leland finalmente revela-se como BOB dentro de sua cela da prisão, ele ainda se parece com Leland também. Dependendo de quem está assistindo, as pessoas podem ou não podem ver a verdadeira face do espírito.

Uma das cenas finais da FWWM contra argumenta  a teoria de que o Jumping Man é Mike, no entanto, mostrando o anão e Philip Gerard falando em uníssono para BOB. Claramente, se o Jumping Man é realmente o rosto de Mike, então BOB deve vê-lo com o anão, e não Philip Gerard. Esta cena parece sugerir que Mike se parece com Gerard.

Jumpingman

Comentar via Facebook

Comentário(s)

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO