Acompanhe o TPBR nas redes sociais

David Lynch, famoso por ser reservado, não mudou seu jeito. E graças ao excesso de entusiasmo dos fãs nas redes sociais, ele está um pouco irritado. O revival de Twin Peaks está atualmente sendo gravado em Washington. Nesse período, fãs reuniram-se lá para tirar fotos e compartilhá-las para sites.

 

“Estamos tão felizes que pessoas estão animadas sobre voltar para onde nós começamos” disse Lynch e o co-criador Mark Frost em um comunicado. “Como qualquer bom mistério, era para tudo ser superconfidencial, e adoraríamos se todo mundo ajudasse a manter dessa maneira”.

 

Ao menos um site está escutando, embora com um pouco de atitude. Nesta segunda-feira, o admnistrador do site Twin Peaks Archive anunciou que as fotos dos bastidores não seriam publicadas até que os episódios fossem ao ar.

 

“Tudo deve passar. Enquanto isso, em Washington, assistindo às filmagens do novo Twin Peaks, nós ouvimos através da videira que David Lynch estava insatisfeito que os fãs tirassem fotos e gravavam vídeos para a internet.” diz o admnistrador ‘Jerry Horne’. “Apesar de que todos que eu testemunhei estava sendo cortês e permanecendo nas calçadas etc, aparentemente isso foi um pouco demais para Lynch. Então, nós decidimos atender à vontade do Sr. Lynch. Nós postaremos fotos das filmagens assim que o episódio final for ao ar. Eu sei que muitos estão desapontados por isso, mas hey, é o que é.”

 

Este final deve acontecer daqui a dois anos, quando a Showtime cortar a transmissão da sua série limitada. Felizmente, o autor [Lynch] não ameaçou deixar a produção novamente.

 

Matéria Original

Está acontecendo um abaixo-assinado contra a demolição das terras sagradas de Snoqualmie Falls. Para quem não lembra, Snoqualmie Falls, sempre aparecia na abertura dos episódios de Twin Peaks. Ali também é um cemitério antigo considerado sagrado para a tribo conhecida como “Snoqualmie Tribe”.

Pretendem demolir, pavimentar e desenvolver  essa demolição conta com 200 casas. As equipes de construção já começaram as obras. A intenção do abaixo assinado é de proteger as terras, índios que ali vivem, sua cultura e seu patrimônio, fontes de água limpa, florestas e espaços abertos. A Mädchen Amick (Shelly) já divulgou a petição em seu twitter:

Por favor, pare o desenvolvimento dessas terras sagradas.

Clique Aqui para ajudar.

A obra de David Lynch tem assuntos totalmente distintos, mas você sempre acaba encontrando algo em comum em todas, o que torna ela, de certa forma, intrínseca. Vários fragmentos são parecidos em seus trabalhos, o sentimento de pena é apenas uma das muitas emoções que você tem ao entrar no mundo Lynchiano.

Em Twin Peaks, apesar de não ser o foco, a pena pode ser reparada facilmente na série, toda ela em torno de Laura Palmer. A pena que você sente ao ver a família Palmer sofrer diante da morte da filha, a pena dos personagens em relação ao mesmo e a pena que você sente de Laura Palmer. A doce e inocente criança de uma cidade pequena que finaliza sua história sendo violentamente estuprada e então morta. Tudo que a leva ao fim da sua vida (Calma, sem spoilers) é o que acaba fazendo você sentir pena da personagem e, claro, se questionando – já que estamos falando de David Lynch.

Letter 1

Mas isso não é de hoje… ou no caso, isso não é dos anos 90. Em seu primeiro [e confuso] filme, “Eraserhead” (1977), Lynch acaba criando várias emoções no espectador, e uma delas é a pena em relação ao motivo do drama na história do filme e pelo fato de todos aqueles personagens viverem naquele universo bizarro. Que é o motivo do drama de Lula, personagem interpretada por Laura Dern no 5º filme de David Lynch, “Coração Selvagem” (1990). Além do passado triste da personagem (que quase lembra o de Laura), ao se envolver com Sailor [personagem de Nicolas Cage] e cair perdidamente na paixão e na dependência dele, ela acaba encontrando um mundo totalmente surreal ao seu comum, levando então à tristeza da personagem pela perturbação infinita.

1344490367nickname-wild-at-heart

Similiar ao da personagem Dorothy Vallens, em “Veludo Azul” (1986), o 4º filme de Lynch. A personagem dependente do cruel Frank Booth [interpretado por Dennis Hopper], pelo qual é violentada sexualmente, é proibida de se envolver com a família e ainda carrega consigo o trauma e o vício que acaba tendo pelo sadomasoquismo. Consegue relacionar tudo?

hurt

Além de todas estas semelhanças, em “O Homem Elefante” (1980), já uma história real, David transfere toda a emoção do personagem John Merrick [vivido magnificamente por John Hurt], fazendo você sentir compaixão e pena ao mesmo tempo. Além da personagens de Naomi Watts no penúltimo filme do diretor, “Cidade dos Sonhos” (2001), motivo pelo qual você sente pena que é um spoiler do filme (que se você ainda não viu, corre!).

dianecamilla

Incluindo o tormento inacabável da personagem de Laura Dern em “Império dos Sonhos” (2006), a culpa do personagem Alvin Straight em relação ao irmão em “História Real” (1999) e entre outras sensações incríveis que você tem ao ir além de Twin Peaks quando você quer descobrir o que se passa na cabeça de David Lynch. Então se prepare para sentir mais pena em 2017!

tumblr_mv8c63XwK91r8swmoo6_500

 

A emissora Showtime, anunciou hoje outras novidades sobre o retorno de Twin Peaks. #damnfine

No Twitter deles:

As gravações começam em setembro. O carrinho de donuts será carregado no fim de agosto. Uma xícara de café vai de fato passar por uma janela“. 

Foi anunciado no TCA (Television Critics Association) pelo diretor da Showtime, David Nevins, que as gravações da terceira temporada iniciarão em Setembro, que Twin Peaks terá “rostos familiares” e “grandes surpresas” e prometeu que em breve confirmará outros membros do elenco principal. Nevins falou que a volta de Twin Peaks é uma grande prioridade e espera que a volta da série seja em 2016, mas diz que “não está nada certo”. Ainda não se sabe quantos episódios serão exatamente, e que a decisão está por conta de Lynch e Frost.

O uso de vermelho e azul, muitas das vezes em conjunto, é uma parte e recorrente e significativa em Twin Peaks.
Alguns dos exemplos mais notáveis são vistos na 1 ª temporada, episódio 6 – (“Cooper’s Dream”).
O Óculos do Dr. Jacoby, as bandeiras islandesas e decorações, todas as conotações azuis/vermelhas do modo de como Catherine/Ben se vestem.
tumblr_m802hye2BW1rwnwnfo5_1280

As cortinas vermelhas da cabana de Jacques Renault, simbolizando sua conexão o Black Lodge, e o azul da sala de estar de Jacoby – simbolizando uma parte de  como Jacoby  “sees things for how they really are” (vê as coisas como elas realmente são) usando as cores separadamente.